https://4.bp.blogspot.com/-29ml1otNS5Y/XL8XUWbnMTI/AAAAAAAABfE/4o8OADUeyQ0Ola-46JFw9XuUP0XvVTSdQCLcBGAs/s72-c/Discurso_17.04.19%2BLui%25CC%2581s%2BMacedo.%2BAcervo%2BCa%25CC%2582mara%2Bdos%2BDeputados.JPG

Artigo: Perversidade com os autistas

Como se não bastassem os desafios cotidianos na luta por mais inclusão, visibilidade e respeito, os autistas se deparam com uma perigos...

Como se não bastassem os desafios cotidianos na luta por mais inclusão, visibilidade e respeito, os autistas se deparam com uma perigosa ameaça aos seus direitos. A proposta de reforma da Previdência provoca impacto perverso na vida dessas pessoas. Esse alerta precisa ser levado à sociedade, sobretudo no mês que marca a passagem do Dia Mundial de Conscientização do Autismo (2 de abril).

Um dos pontos mais controversos é a mudança no caso de pensão por morte de pais servidores públicos. Se aprovada, a medida trará um impacto muito significativo no dia a dia do autista, sobretudo o de grau severo, visto que a nova regra provocará uma perda financeira muito expressiva para pessoas que demandam cuidados permanentes e não têm capacidade laboral plena.  

Da mesma forma, modificações no chamado Benefício de Prestação Continuada, que paga um salário mínimo a pessoas com deficiência em situação de miserabilidade, também representam uma ameaça ao bem-estar de autistas. Além do limite de renda para pagamento do BPC, agora o governo também quer impor um critério adicional, barrando a concessão do benefício ao integrante de uma família com patrimônio superior à faixa de entrada do programa Minha Casa, Minha Vida (R$ 98 mil).

Na condição de presidente da Frente Parlamentar em Defesa das Pessoas com Transtorno do Espectro Autista, defendo a retirada desses pontos da proposta. É questão de justiça e bom senso. 

Para além da reforma da Previdência, nosso mandato recém-iniciado está trabalhando para assegurar e ampliar direitos das pessoas com TEA. Conseguimos uma vitória muito importante no último dia 3 com a aprovação unânime, pelo Plenário da Câmara, de projeto de lei de minha autoria que dá prioridade aos autistas em demandas judiciais e administrativas. Este é apenas um exemplo da nossa luta diária ao lado de movimentos e organizações que prestam assistência a essas pessoas em busca de uma sociedade mais justa e inclusiva.

(*) Artigo de minha autoria publicado no jornal "Diário do Nordeste" em 23/4/19. (foto: Luis Macedo/Câmara dos Deputados)

Nenhum comentário:

Postar um comentário