https://2.bp.blogspot.com/-MnJvFEkyGRQ/XK5UXCyfcBI/AAAAAAAABd8/1y13xQ-GOwka5At1CDQjDfcUR-uuVQzkACLcBGAs/s72-c/IMG_0988.JPG

Célio Studart cobra de ministro promessa de criação de secretaria dos animais

O deputado federal Célio Studart (PV–CE) participou, nesta quarta-feira (10.04), de audiência pública com o ministro do Meio Ambiente, ...

O deputado federal Célio Studart (PV–CE) participou, nesta quarta-feira (10.04), de audiência pública com o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles. Na ocasião, o parlamentar cobrou a criação de uma secretaria nacional de direitos dos animais. Contrariando a promessa de campanha do presidente Jair Bolsonaro, Salles descartou a instituição do órgão, alegando que a diretriz do governo é “enxugar a máquina”. “Então o presidente mentiu?”, perguntou o deputado logo em seguida.

Salles compareceu à Câmara para prestar esclarecimentos em reunião conjunta das comissões de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável e da Integração Regional, Desenvolvimento Regional e Amazônia. 

O deputado exigiu ainda que o ministro se posicionasse sobre a liberação da caça de animais e o transporte de carga viva pela indústria agropecuária, considerada cruel por ambientalistas. Ricardo Salles afirmou que, em relação à caça, os casos devem ser analisados individualmente e acrescentou que não considera uma forma de maus-tratos o transporte de animais para o abate.

Célio Studart questionou, ainda, a própria pertinência da escolha de Ricardo Salles para o cargo de ministro do Meio Ambiente. “A declaração de vossa excelência de que ‘não há nada pior para o meio ambiente do que a falta de desenvolvimento econômico' me causa estranheza. Não há nada pior para o meio ambiente do que o descaso com o meio ambiente. A pauta econômica deve ser vista com a sua estabilidade, mas não é o principal agente do seu trabalho”, avaliou o deputado.

O parlamentar criticou a postura do ministro no desempenho do cargo, tendo em vista a forma irônica com que trata a população vegetariana e vegana, e também durante a audiência pública. “As perguntas poderiam ser respondidas sem tanto deboche”, afirmou.

Após a audiência pública, Célio Studart concluiu que “o Ministério do Meio Ambiente foi feito de improviso” e “não tem preocupação com as pautas ambientais e não defende os animais”.  “Temos um ministro que desrespeita vegetarianos e veganos. E nós temos um governo que colocou para cuidar de nossas florestas um ex-deputado que quer liberar a caça de animais. Não vamos permitir um Ministério do Meio Ambiente totalmente do avesso. E se quiserem liberar a caça no Brasil, eles vão ter pesadelo com a nossa atuação no Congresso”, alertou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário