https://1.bp.blogspot.com/-eqIvxXOubQU/Xojb8wa4McI/AAAAAAAAB6o/aiRCPzzq2z0QuJzLL1rPMNtQwkfG1W85ACLcBGAsYHQ/s72-c/Screenshot_20200404-161059_Facebook.jpg

Pensávamos que Bolsonaro era um problema político, agora é um problema sanitário

O presidente da República se tornou não apenas um problema político, mas também  um grave problema sanitário! Em meio à crise causada...


O presidente da República se tornou não apenas um problema político, mas também  um grave problema sanitário! Em meio à crise causada pelo coronavírus, nós, brasileiros, assistimos a um governo sem estratégia e ação claras. Estamos vendo o presidente Jair Bolsonaro tratar o problema com ironia e sarcasmo, menosprezando e minimizando as consequências catastróficas provocadas pela pandemia em outros países. Isso mostra, mais uma vez, sua total falta de liderança e capacidade para lidar com o problema. 

O primeiro passo deveria ser o chamado ”lockdown”, medida emergencial e drástica de isolamento social por pelo menos 15 dias a um mês para evitar contaminação massiva seria. Após isso, nova análise ocorreria para, se for o caso, afrouxar essas medidas, tendo em vista que poderíamos, assim, ter diminuído os maiores riscos de evolução e fazer as compensações necessárias para ajustar a economia dentro de um cronograma de menor recessão. Ações paralelas e muito importantes, como repasses a estados e municípios por meio do remanejamento de recursos para a saúde, também são fundamentais. 

Em meio a tudo isso, na noite de terça-feira (24) tivemos que assistir, sem acreditar no que ouvíamos, o presidente fazer um pronunciamento baseado em fake news para estabelecer uma falsa diferença entre Brasil e Itália. Entre outros pontos controversos, mais uma vez Bolsonaro atacou a imprensa e repercutiu, em pleno pronunciamento presidencial, informações dadas pelo médico Drauzio Varela, dentro de um contexto já sabidamente equivocado e criminosamente replicado. Ele estava mais preocupado em de fazer chacota do que informar a população, além de irresponsavelmente ter falado novamente em “histeria” e “gripezinha”. 

Agindo de forma errática, o presidente confunde a população e confronta a Ciência e os profissionais da saúde, desarticulando o enorme esforço que tem sido feito para o Brasil vencer esta crise, além de destoar das estratégias usadas por vários países no combate ao COVID-19.

Nenhum comentário:

Postar um comentário