https://1.bp.blogspot.com/-N_9TJCm81w4/Xpn5DmZEC4I/AAAAAAAAB70/epv3zzBFqkYb6gSlmS6wyV2s-mz8Q0CLwCLcBGAsYHQ/s72-c/WhatsApp%2BImage%2B2019-06-26%2Bat%2B10.20.15.jpeg

PL estabelece trabalho comunitário como pena alternativa para desrespeito à isolamento social

Proposta do deputado Célio Studart visa quem infringe determinação legal sem necessidade   Diante do cenário envolvendo a pandemia do ...
Proposta do deputado Célio Studart visa quem infringe determinação legal sem necessidade  
Diante do cenário envolvendo a pandemia do coronavírus, o deputado Célio Studart (PV-CE) apresentará projeto de lei para incluir, no artigo 268 do Código Penal, a possibilidade de prestação de serviço comunitário para quem infringir medida sanitária preventiva destinada a impedir introdução ou propagação de doença contagiosa. Atualmente a legislação estabelece pena de detenção, de um mês a um ano, e multa.

NÃO É HORA DE “FESTINHA”

O PL visa aquelas pessoas que infringem o isolamento não por questões de necessidade. É o caso de quem faz reuniões sociais ou aglomerações dispensáveis em tempos de pandemia.

De acordo com a proposta, o trabalho seria feito, preferencialmente, no combate à propagação da enfermidade em questão. No caso da atual pandemia do coronavírus, o infrator poderia, por exemplo, ajudar na limpeza de locais de grande circulação, trabalho comunitário em hospitais ou distribuição de mantimentos e itens de proteção.

O projeto lembra que quase todos os estados e a grande maioria dos municípios adotaram medidas com menor ou maior grau de isolamento social. Apesar disso, tem sido frequente a violação às determinações. “A imprensa tem noticiado diariamente a realização de festas, ‘peladas’ de futebol, bares e boates funcionando clandestinamente e até mesmo manifestações contra as medidas sanitárias”, alerta trecho da proposta.

Em seu perfil no Twitter, Célio Studart também fez referência ao PL nesta quinta-feira. “Estou protocolando projeto para que quem estiver descumprindo o isolamento, fazendo festinha e aglomeração, seja punido com trabalhos comunitários nos hospitais: limpando chão, ajudando em serviços de manutenção, cozinha, etc. Já que essas pessoas não acreditam que o corona seja um problema, então não irão se preocupar com essa pena”, apontou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário